Como produzir 92,2% de satisfação nos alunos em um ambiente virtual de aprendizagem

Nos últimos anos em função do avanço e dos benefícios gerados pela educação a distância (EaD) no país, não apenas para as instituições de ensino, como também para as empresas e empreendedores web, seus fundadores têm se dedicado a estudar e conhecer os diversos ambientes virtuais de aprendizagem oferecidos no mercado. O que se observa é a existência de uma diversidade de ofertas com os mais variados recursos tecnológicos, porém, ainda há uma lacuna importante a ser preenchida pelas plataformas virtuais: é preciso incorporar a experiência do profissional de educação, olhando para as suas necessidades do dia a dia de modo a produzir um ambiente que não limite as estratégias didáticas pensadas e desenvolvidas por estes, principalmente, neste contexto de forte tendência de personalização da aprendizagem e de estudantes muito familiarizados com o uso da internet, onde há muito conteúdo disponível, desorganizado e não sistematizado.

O que seria uma boa plataforma para estudantes e professores?

Uma boa plataforma precisa organizar todo o material num ambiente simples, intuitivo, com múltiplos recursos, que seja fácil de configurar, onde a aprendizagem flua e instigue o estudante a permanecer ali. Ela não deve ser rotulada para servir apenas a modalidade “a distância”, pelo contrário, deve ser um valioso recurso de apoio aos profissionais que atuam no ensino presencial.

O Problema

Superar a barreira da tecnologia num cenário onde cada vez mais se depende dela é um grande desafio para quem faz educação nos dias de hoje.  Estima-se que neste ano de 2017, os cursos superiores em EaD no Brasil atingirão a marca de 2 milhões de matrículas; os cursos livres corporativos e não corporativos, atingiram quase 4 milhões de matrículas em 2015. Ainda há muito espaço para o crescimento desta tendência. Vejamos por que:

satisfação dos alunos com EAD

Diante desse quadro, os profissionais de educação e outros provedores de conteúdos de qualidade têm diversas oportunidades para utilizar seu saber especialista como fonte de renda e se destacar como autoridades em suas áreas de atuação.  Se por um lado a crise tem levado a uma forte contração econômica, com redução de carga horária para muitos, por outro, gera oportunidades para a aquisição de competências tecnológicas que aliadas ao seu saber técnico, pode ser uma fonte escalável de renda.

Uma experiência real com tecnologia conduzida de forma simples e tão natural quanto navegar na web, pode servir de estímulo, quebra de barreiras e de crenças a respeito da qualidade da oferta de educação em ambientes digitais, além de aumentar a autoconsciência do conteudista sobre as suas habilidades neste ambiente e das reais possibilidades de aumento de renda que aparecem para aqueles que se comprometem e fazem.

O Desafio

EaDucativa conduziu esta experiência na última Jornada Virtual da ABED de Educação a Distância – JOVAED, em novembro de 2016, disponibilizando um curso de personalização da aprendizagem com utilização de sua plataforma LMC – Learning Management Center, que foi pensada para ser um recurso tecnológico que permitisse ao conteudista, usar sua criatividade e inovação na organização, distribuição e entrega de seus conteúdos, tendo os recursos de aprendizagem à sua disposição. A inscrição e a realização do curso foram gratuitas e foi oferecida certificação pela EaDucativa para aqueles que  completassem o curso e fizessem a avaliação de sua própria experiência na plataforma. O chamado à participação foi feito integralmente pelas redes sociais. Os participantes preencheram um formulário e eram encaminhados à página da ABED – Associação Brasileira de Educação a Distância para completar um cadastro e confirmarem a sua participação.

O desafio era trazer através da experiência, a consciência de que tudo o que se faz no “mundo presencial”, pode ser feito com mais diversidade, qualidade, diversão, simplicidade e controle, no ambiente virtual quando os seus recursos principais são o seu conteúdo e a sua criatividade. Neste ambiente, não há limites para isso desde que a sequência de eventos pensada pelo conteudista leve a uma aprendizagem significativa.  Para isso, recursos como construir uma trilha de aprendizagem, dão a segurança ao conteudista de que não fiquem “pontas soltas”.  A criação de grupos é outro recurso que faz com que os estudantes sejam desafiados e estimulados pelo condutor e que aprendam de forma colaborativa, estabelecendo conexão entre eles a partir de objetivos de aprendizagem comuns. Outras funcionalidades provêm da diversidade de objetos de aprendizagem que podem ser inseridos no ambiente e que atendem às mais variadas formas de como os alunos aprendem, além da ferramenta de portfólio, onde os alunos podem apresentar seus trabalhos no formato que mais lhes aprouver, seja arquivo texto, vídeo, podcast, etc., e, se aprovado pelo professor, pode compartilha-lo com outros cursistas.

No curso, uma provocação foi deixada para os participantes como desafio de construção de aprendizagem personalizada: o conhecimento do perfil comportamental dos alunos para o desenvolvimento de estratégias de aprendizagem que atendessem aos mais diferentes perfis dentro do mesmo ambiente. O objetivo principal era fazer com que o maior número de participantes  qualificados, experimentassem todas as funcionalidades da plataforma, avaliassem a sua experiência.

A Solução

O ambiente virtual de aprendizagem da EaDucativa, LMC – Learning Management Center – foi utilizado para conduzir a experiência. Durante cerca de 20 dias, um público altamente qualificado composto de 67% de professores e pedagogos, de todas as regiões do país.Foram disponibilizados 4 tipos de objetos de aprendizagem: Conteúdo Online, Apostila digital, Vídeo e Quiz.  Também foram disponibilizadas as funcionalidades de grupos através do Fórum e foram oferecidas atividades na ferramenta de Portfólio.

Os participantes foram conduzidos apenas pelas instruções e os conteúdos oferecidos na própria plataforma, tornando a experiência integralmente remota e autoinstrucional. A experiência na plataforma foi avaliada segundo as tendências mais modernas da educação virtual para o século 21. A escala de avaliação para cada tendência, ou dimensão, foram notas de 0 a 5.

O objetivo desta experiência, por parte da EaDucativa, era a de que pelo menos 30% dos inscritos concluíssem e avaliassem a experiência e a avaliação média final fosse superior a 90% de satisfação.

Os Resultados

DEPOIMENTOS

Deixe um comentário